Sofativismo – O Batman em cada um de nós

29/07/2012

batman
© Tabajara Enterprises
Olá, meu nome é Roberto, mas podem me chamar de Rob. Sou o dono do site crítico-jornalístico Consequência Blog, e gosto de expor nele as consequências da inconsequência, da imprudência, do desrespeito, da desonestidade, da intolerância e da insensibilidade.

Citei como exemplo o Batman pois o homem-morcego não tem super poderes, é só um homem com coragem (o Coringa também é só um homem, mas não vem ao caso), ao contrário do Homem Aranha que também inspira minhas ações e meu desejo de combater o crime.

Como já citei aqui, gosto de denunciar pessoas que eu não gosto. Esse é meu jeito de combater o crime já que não tenho super poderes e nem tenho porte físico para ser um vigilante noturno. Com alguns cliques denuncio pra todos órgãos possíveis, pra polícia, pro governo, pro exército, pros jornais. (Antigamente eu escrevia cartas para jornais pois eles tinham (e ainda tem) dificuldade em entender a internet)

O gostinho inebriante de satisfação a cada dedada no meu iPad 2 infla o sentimento de dever cívico cumprido.

Gosto de dizer que nasci na época certa. Na era do conforto digital. Se eu tivesse nascido 50 anos atrás provavelmente algum pau-mandado já teria me enchido de furos. Hoje posso denunciar quase anonimamente tudo o que não gosto e nem preciso me preocupar com retaliações.

Na verdade não nasci na época certa. Na escola eu ainda era vítima constante de bullying. Só porque fui algumas vezes fantasiado de Super-Homem. Descobri que alguns valentões descerebrados não toleram a maneira como me visto para expor o que eu gosto. Hoje denuncio todos eles constantemente, não passa um bullying virtual sem que eu denuncie. Nunca mais chorarei das gargalhadas infantis de meus inimigos pois hoje sou eu quem vinga a intolerância com minha espada da justiça virtual.

batman
Eu, aos 12 anos, indo pra aula.
Eu não choro mais quando algum otário me chama de hipócrita só porque, do meu cômodo sofá, abro meu MacBook Air e escrevo em meu próprio blog sobre como o extrativismo insustentável está destruindo o ecossistema de nosso amado planeta. As letrinhas que esse boçal usa pra me ofender só servem como evidência de difamação. E pode até se esconder atrás do anonimato, como um amigo hácker me demonstrou uma vez, isso não existe de verdade.

É por isso que quero pedir a ajuda de vocês para denunciarem um monstro psicopata que utiliza a internet para zombar de pessoas como eu. Quanto mais denuncias, mais vai chamar a atenção da polícia. A democracia em ação vai ser o prato frio da minha vingança contra esse cafageste.

O texto a ser denunciado é esse: Carne de Golfinho
Esse louco já está a quase 10 anos vendendo carne de golfinhos pela internet e ignora meus emails pedindo amostra grátis.

Como vocês sabem, sou vegano e não como carne, mas peixe tudo bem, afinal nem Deus conseguiu definir o que é senciência na Bíblia.

Ajudem imprimindo o texto e o vídeo e enviando para jornais da sua cidade. Quem sabe algum colega jornalista faz uma matéria sobre a crueldade que esse mongoloide me faz passar todos os dias.

Muito obrigado. Os comentários estão aberto a todos que quiserem me dar apoio e postar scan da matéria no jornal com a denuncia.


Os Bórgias

13/07/2011

Fiquei sabendo ontem que existia uma HQ chamada Bórgia, sobre o papa Alexandre VI e seu papado como porta-voz divino. Foi lançada pela editora Conrad e custa 50 cruzeiros cada exemplar.

Ele é mais um daqueles exemplos de cristãos que a comunidade católica gosta de se fazer de desentendida, junto com o Urbain Grandier e uma porrada de freiras em pelo menos 4 conventos espanhóis. Um tal de papa Leão X, Paulo V, centenas de padres pedófilos e muitos outros.

Consequentemente percebi que havia um seriado chamado The Borgias que pelo que descrevem, segue a linha de The Tudors. É bem agradável de assistir.

Acho tão bonito ler o Pentateuco e ver o quanto ele ainda inspira a moralidade moderna. Ouvir da boca das pessoas de fé sofismas ao defender sua religião. Perversidade e ludíbrio me excitam, me inspiram.

foto

A bela Lucrécia Bórgia fazendo uma simpatia.

Não vou dizer onde tem as revistas pra download.
Fodam-se vocês, seus putos!


2012 Threshold

26/11/2010

Nas últimas décadas muitas pessoas ao redor do mundo estão se identificando com o fenômeno das formigas dançantes —formigas que andam em círculos até morrerem—. Veja alguns vídeos.

O Moinho de Formigas é um fenômeno bem conhecido pela ciência. O que desconhece-se ainda é por que muitos humanos —supostamente racionais— se identificam tanto com o fenômeno.

Acredita-se que este comportamento circular apresentado em humanos tenha raízes na superstição. Humanos seriam condicionados a repetir uma ação na espera de uma recompensa, as vezes imaginária.

Muitos humanos apenas imitam a ação de outro que obteve sucesso com determinada ação, por vezes fazendo-a por décadas sem obter qualquer resultado, ignorando argumentos racionais quanto a improdutividade de tal comportamento.

Alguns destes comportamentos são de auto-flagelação, um sacrifício contra-producente que não garante nenhuma recompensa, senão complacência de outros humanos que também o praticam sem sucesso.

O contra-intuitivo sucesso reprodutivo dos humanos que praticam o comportamento repetitivo só é possível graças a colaboração de partes independentes.

Indivíduos que praticam alguns desses comportamentos circulares tendem a agrupar-se, formar comunidades e segregar-se da civilização, garantindo assim que o comportamento não seja criticado por sua estupidez.

Comunidades segregadas tendem a ser territoriais e tentam fortalecer-se com mais integrantes, buscando poder e controle para então obliterar os adversários que não pertencem a ela.

Finalmente quando argumentação racional falha, partem para coerção, que ironicamente compromete a sobrevivência dos mais fracos.


Publicidade para Vegans Virgens

11/10/2010

Vadia: Come que é bom!

Um bom conselho.


Oh, ela quer ser uma atriz…

11/09/2010


Dizem que no inicio de carreira a Xuxa também era assim…


Ensaio tragicômico sobre as preocupações da sociedade, por Sorete Toletão

24/08/2010

No twitter escrevi:

Haha! A ordem dos oito primeiros itens no widget Destaques nas páginas do ABC da Saúde diz muito sobre nossa sociedade.

Gostaria então de apresentar uma avaliação sobre a “psicologia” destes destaques.
Destaques ABC da Saúde

1. Tamanho do pênis: Observando inúmeras ridicularizações e humilhações públicas, o cidadão passa a preocupar-se com o impressionante fato de muitos homens possuírem um pênis de 35 centímetros enquanto o seu mede somente 16 cm. Passa então a pesquisar de modo sigiloso na internet por “caralhos” “foto de penis grande” e variações igualmente comprometedoras.

2. Impotência: O sucesso de suas relações sexuais esta comprometido ao lembrar-se das fotos de pintos que viu e sua enorme preocupação com o desempenho de seu micropenis de 16cm. O excesso de cautela em satisfazer a parceira diante de sua insignificância peniana o faz brochar por mais esforço que dedique.

vergonha3. Orgasmos múltiplos: Em seu desespero de ter uma ereção sem visualizar o órgão sexual masculino alheio, o indivíduo passa então a focar-se em sua parceira, tentando lembrar de assombrosos fatos populares sobre orgasmos múltiplos e até ejaculação feminina, com o pênis ainda murcho na mão e a mão de sua parceira no rosto (/facepalm).

4. TPM: Nesta fase o sujeito frustrado passa a projetar a causa de sua impotência na parceira. Envergonhado de assumir que passou horas vendo fotos de paus de machos, culpa o comportamento latente da companheira, exprimindo sua raiva e eventual desprazer pela natureza feminina.

5. Acne: Após perceber que falou merda e que provavelmente sua namorada irá abandoná-lo, o infeliz passa a focar-se em sua própria aparência. Com excesso de testosterona e as barras de chocolate que come para amenizar sua depressão, o pus espremido de suas espinhas é o único fluído branco que sai de seu corpo.

6. Sexo na adolescência: Melancólico, o sujeito passa a lembrar-se dos momentos em que ainda era viril. A nostalgia daqueles momentos em que ainda não havia visto centenas de fotos de homens eretos torna-se lágrimas em seus olhos solitários.

7. Depressão: Neste inevitável estágio de suas experiências sexuais, o sujeito busca amparo no único meio com informações confiáveis provida por experts: a internet. Segundo dicas de internautas, depressão só tem duas soluções práticas: suicídio ou drogas.

8. Transtorno Bipolar do Humor: Com muita raiva de si mesmo, das mulheres que riem de sua flacidez, dos homens com cacete maior que o seu, dos trolls da internet zoando de sua depressão, agora para lidar com o convívio social o indivíduo desenvolve emoções opostas e extremas, agradando ao máximo as pessoas a quem odeia em busca de aceitação e contato. Explodir sob pressão agora tem um novo significado não sexual.

Depois de se tornar patético, misógino e brocha, o sujeito ainda busca infrutiferamente curas para a obesidade e hipertensão adquiridas com seu novo hábito alimentar: comedor compulsivo.

Nota: o texto acima é uma interpretação amadora e de forma alguma representa a avaliação psiquiátrica profissional que você precisa.


Emas

04/06/2010

Eu nunca sei quando grupinho de amigas aludem emos e os equiparam a bichas, se estão sendo sinceramente preconceituosas ou cinicamente hipócritas.
É estranho, pois estes buracos de carne respondem bem a afagos, lisonjas, chamegos. Dão valor exacerbado a coisas como amor, apego, carência, dependência.
Quando estão na TPM ficam sensíveis, irritadiças.
Se cotejadas as massas de carne ambulantes com 3 deliciosos buracos, ficam melancólicas. Se entopem de chocolate e depois reclamam que estão gordas, feias. Então se mascaram de palhaças para disfarçar a baixa auto-estima.
Puta merda, isso não é preconceito nem hipocrisia, é projeção!


Beijo de lésbicas causa polêmica

26/04/2010

Ninguém que veja duas baratas se beijando pensaria que ambas são fêmeas, ou machos. Nem mesmo para elas é fácil discernir seu sexo.

Infelizmente o sexo dos outros causou o maior alvoroço neste feriadão quando membros de uma seita religiosa lincharam até a morte duas lésbicas que se beijavam em público.

Smack! Que delícia, o que você comeu, amor?
Smack! Que delícia, o que você comeu, amor?

Segundo membros da Frente Ultraconservadora da Dogmática Adventista Supramoral da Excelentíssima Batata Branca, gays e lésbicas não podem demonstrar afeto em público, em locais públicos, em estabelecimentos públicos, em elevadores e em escadarias de prédios.

Ainda segundo eles, a Deusa odeia todos gays e eles devem morrer, indo queimar eternamente no inferno livrando nosso mundo de suas perversões.

Munidos de tochas os membros da seita decidiram fazer justiça divina com as próprias mãos e enviar os pecadores já devidamente torrados lá para os quintos.

Não me matem!
— Não me matem!

Testemunhas afirmam que a satisfação era grande, e ainda que membros da seita subornaram a polícia para não serem presos por homofobia, incentivo a violência e inseticídio.

Senadores membros do Partido da Batata Branca já outorgaram uma emenda permitindo que um certo grau de homofobia de cunho religioso e espiritual seja permitida e livre para ser praticada por qualquer membro da seita. Agressões, ameaças e inseticídios não serão mais considerados crimes neste caso.

Diretamente da redação.


Eu acho que ele quis dizer isso…

05/01/2010

empataHá um problema muito sério na humanidade e ele é causado pela empatia. Quando digo empatia estou dizendo empatia, o processo de identificação em que o indivíduo se coloca no lugar do outro e, com base em suas próprias suposições ou impressões, tenta compreender o comportamento do outro.

Caso você leu simpatia em vez de empatia, você tem um problema mais sério ainda: dislexia. E se você leu simpatia (solidarização com algo ou alguém) neste parágrafo e pensou em simpatia (ação praticada supersticiosamente com finalidade de conseguir algo que se deseja) e associou a empatia ou mesmo apatia… Putz!!! Se por acaso telepatia passou pela sua cabeça, lamento te dizer, mas é possível que você tenha algum transtorno psiquiátrico. Procure ajuda. Sério.

Por que empatia é um problema? Não é bom que pessoas queiram se sentir como as outras?

Sim, isso seria bom se elas conseguissem, mas elas não conseguem. Elas tentam, tentam, e acham que conseguem, mas o que acontece na verdade é que elas projetam o que elas próprias pensam nas palavras e ações dos outros. Os outros não fizeram o que elas acham que eles fizeram, não falaram o que elas acham que falaram, mas elas distorcem o que foi feito ou dito para parecer que elas entendem o que se passa na cabeça dos outros, na vida dos outros.

duvidaQuando alguém acha que entende outra pessoa, e começa a agir sob essa premissa, descobrimos o egoísmo. Quando alguém faz algo porque acha que é o outro quer, não é altruísmo. Principalmente se esta pessoa busca autogratificação ou outras recompensas, físicas ou transcendentes.

Se por alguma razão, enquanto você socializa com outras pessoas elas te falam algo, você responde ou opina, e elas te dizem não foi isso o que eu disse, o que quero dizer é…”, você pode estar com um defeito nos neurônios-espelho. Não se envergonhe. Ter problemas no cérebro é como ter problemas em outro órgão do corpo. Se você tivesse hemorroida, por exemplo, e te causasse desconforto, você procuraria auxílio, certo?

* O autor deste artigo escreveu algumas palavras erradas intencionalmente para parecer antipático.


Desejando Esperança

30/12/2009

volleyball invisivelSe tem algo parcialmente inútil é desejar, desejar apenas, isoladamente, e ainda aos outros. Individualmente você deseja um carrinho/boneca, esta é a primeira etapa que segue por ações que concretizem o desejo. Quando você deseja a outra pessoa um carrinho/boneca, e não faz nada para contribuir para a conclusão, é inutilidade, palavras ao vento.

Esperança é o que sucede um desejo que não depende de teus esforços/determinação para alcançá-lo. Deseja um carrinho/boneca, mas são teus pais quem tem o dinheiro para comprar, não há nenhuma ação que você possa fazer que consiga o alcançar o desejo, além de pedir, então você só espera.

É uma multiplicação de inutilidades, juntar um ao outro. Mas se em 2010 você quiser ser um completo inútil, adicione Deus/Papai Noel na equação. Adicione também ao desejo: paz, igualdade, tolerância ou qualquer coisa utópica. E em 31 de dezembro de 2010 quando você estiver lembrando de tudo o que você desejou e não caiu do céu, repasse o abacaxi pra alguém.


Medo

24/12/2009

Acho que descobri porque pessoas dão presentes umas às outras em confraternização. É para amansa-las!

Estudando este gato que esperou comida por 2 anos notei que ele passou pular pra minha sacada e mijar nela, por pura vingança.

Sim, eu achava que vingança era uma característica única dos humanos. Creio ter me enganado.

Inicialmente pensei que o gato mijava para marcar seu território, coisa que humanos também fazem com cercas e armas. Mas não, ele também caga aqui.

Este gato preto era o macho beta. 7 meses atrás ele assassinou brutalmente o macho alfa para ficar com sua fêmea. É, isso eu sabia que não são só os humanos que fazem.


Arquivo 15/Jun/2009.

Agora este bicho está invadindo minha casa, revirando meu lixo, marcando seu território aqui, atacando minha privacidade e desprezando minha indiferença em sustenta-lo. Então como além de humano também sou racional, estou planejando uma maneira de condiciona-lo sem usar violência física.

Se ele entendesse meu idioma, eu aproveitaria sua inferioridade intelectual e inventaria que há um monstro invisível vigiando-o, pronto para castiga-lo. Criaria associação de recompensa secundária dizendo que aquela vez que ele escorregou e se machucou foi por causa de algo errado que ele fez, e que quando achou aquela salsicha no telhado foi um presente por bom comportamento. Se ele não vê quem atira comida, como ele poderia saber que não é o monstro invisível?

Vou aprender gatonês, espero que ele seja estúpido de acreditar nisso, antes de eu acordar com o travesseiro mijado.

Vídeos por Sorete, texto por Ushumgal.


Vídeo motivacional (sem som)

23/11/2009

motivação