Sofativismo – O Batman em cada um de nós

29/07/2012

batman
© Tabajara Enterprises
Olá, meu nome é Roberto, mas podem me chamar de Rob. Sou o dono do site crítico-jornalístico Consequência Blog, e gosto de expor nele as consequências da inconsequência, da imprudência, do desrespeito, da desonestidade, da intolerância e da insensibilidade.

Citei como exemplo o Batman pois o homem-morcego não tem super poderes, é só um homem com coragem (o Coringa também é só um homem, mas não vem ao caso), ao contrário do Homem Aranha que também inspira minhas ações e meu desejo de combater o crime.

Como já citei aqui, gosto de denunciar pessoas que eu não gosto. Esse é meu jeito de combater o crime já que não tenho super poderes e nem tenho porte físico para ser um vigilante noturno. Com alguns cliques denuncio pra todos órgãos possíveis, pra polícia, pro governo, pro exército, pros jornais. (Antigamente eu escrevia cartas para jornais pois eles tinham (e ainda tem) dificuldade em entender a internet)

O gostinho inebriante de satisfação a cada dedada no meu iPad 2 infla o sentimento de dever cívico cumprido.

Gosto de dizer que nasci na época certa. Na era do conforto digital. Se eu tivesse nascido 50 anos atrás provavelmente algum pau-mandado já teria me enchido de furos. Hoje posso denunciar quase anonimamente tudo o que não gosto e nem preciso me preocupar com retaliações.

Na verdade não nasci na época certa. Na escola eu ainda era vítima constante de bullying. Só porque fui algumas vezes fantasiado de Super-Homem. Descobri que alguns valentões descerebrados não toleram a maneira como me visto para expor o que eu gosto. Hoje denuncio todos eles constantemente, não passa um bullying virtual sem que eu denuncie. Nunca mais chorarei das gargalhadas infantis de meus inimigos pois hoje sou eu quem vinga a intolerância com minha espada da justiça virtual.

batman
Eu, aos 12 anos, indo pra aula.
Eu não choro mais quando algum otário me chama de hipócrita só porque, do meu cômodo sofá, abro meu MacBook Air e escrevo em meu próprio blog sobre como o extrativismo insustentável está destruindo o ecossistema de nosso amado planeta. As letrinhas que esse boçal usa pra me ofender só servem como evidência de difamação. E pode até se esconder atrás do anonimato, como um amigo hácker me demonstrou uma vez, isso não existe de verdade.

É por isso que quero pedir a ajuda de vocês para denunciarem um monstro psicopata que utiliza a internet para zombar de pessoas como eu. Quanto mais denuncias, mais vai chamar a atenção da polícia. A democracia em ação vai ser o prato frio da minha vingança contra esse cafageste.

O texto a ser denunciado é esse: Carne de Golfinho
Esse louco já está a quase 10 anos vendendo carne de golfinhos pela internet e ignora meus emails pedindo amostra grátis.

Como vocês sabem, sou vegano e não como carne, mas peixe tudo bem, afinal nem Deus conseguiu definir o que é senciência na Bíblia.

Ajudem imprimindo o texto e o vídeo e enviando para jornais da sua cidade. Quem sabe algum colega jornalista faz uma matéria sobre a crueldade que esse mongoloide me faz passar todos os dias.

Muito obrigado. Os comentários estão aberto a todos que quiserem me dar apoio e postar scan da matéria no jornal com a denuncia.


Manhê! Essas letrinhas me bateu!

19/10/2007

Justiça para todosOi, meu nome é Roberto, mas podem me chamar de Rob (é mais chique que Beto).
Eu tenho um vício, e para mim é duro assumir, mas vamos lá…
Eu sou um Web Justiceiro.

O que isso quer dizer? Que eu denuncio pessoas, pessoas más, pessoas que cometem infrações, pessoas que ofendem outras, pessoas intolerantes, preconceituosas, hipócritas, em fim, pessoas que eu não gosto, e quero que elas sumam da minha frente, da tela do meu computador.

Eu não suporto ver elas se expressando livremente, expondo suas opiniões e criticando os outros como se eles não tivessem sentimentos. Você pode não saber, mas quando você ofende alguém pela internet, essa pessoa pode até estar chorando lá do outro lado do computador, como eu já estive inúmeras vezes. Não é fácil assumir que você chora quando te magoam, não está sendo fácil para mim escrever isto com os olhos cheios de lágrimas.

TrollFazer justiça com as próprias mãos, pela internet, é o que resta para nós, oprimidos e humilhados. Não posso viajar milhares de quilômetros até outro estado ou país, ir na casa da pessoa e dar um tapa na cara dela, e mostrar pra ela que eu tenho sentimentos. Não é falta de coragem, ou o preço da passagem, mas porque é crime agredir os outros.

Então o que me resta: Denunciar!

Eu até tento tornar as pessoas mais educadas, gentis, complacentes, escrevendo longos textos sobre respeito e civilidade, mas isso não é o bastante, não consigo controlar todos, domar essas pessoas, elas fogem do controle. Elas sentem muita ira, raiva, ódio, e onde elas vem descarregar suas frustrações? Isso mesmo, na internet! Na tela do MEU computador.

Parecem covardes, incapazes de encarar seus problemas, de tomar iniciativas contra as injustiças que sofrem, desabafar, exigir respeito e igualdade.

Mas eu sei como eles se sentem, impotentes, porque a reação natural é agredir, e isso é crime. Sei que muitos gostariam de mandar o filho da puta do chefe tomar no meio do olho do cu, de mandar aquela puta da mãe deles parar de controlar suas vidas, a vadia da namorada deixar de ser uma vaca manipuladora, e mandar os colegas e amigos se foderem por serem uns cretinos interesseiros.

Me desculpem! Eu sei que exagerei, e usei linguagem vulgar e até posso ter ofendido alguém, foi sem querer. Eu não quero que este texto que estou escrevendo sirva de desabafo para minhas frustrações. Não!

TrollChega! Eu não aguento mais viver num mundo onde as pessoas ofendem umas às outras inconseqüentemente. Um mundo onde a intolerância e o preconceito excluem pessoas como eu. Um mundo onde pregam idéias e opiniões filosófica ou religiosas como se fossem verdade, se aproveitando da ingenuidade das pessoas em discernir a realidade da ficção. Um mundo onde as pessoas não evoluem além de seus instintos predatórios animais para caçar e lutar.

É por isso que eu denuncio toda bagunça que esses trolls fazem no mundo virtual, porque é o único lugar onde a minha palavra tem algum valor.

Se você quiser me lisonjear, use a área de comentários.
Se você quiser me ofender, entre no fórum e poste como anônimo.