Poesias Doentias 6

ANIVERSÁRIO DA VOVÓ

“Eu estuprei, eu estuprei sua vovó
Eu arrombei, eu arrombei, eu arrombei o seu loló
Seu cadáver, seu cadáver, eu adoro sua compania
E você é, e você é, e você é minha vadia

Eu quero lamber a sua ferida
Você tem gonorréia, é minha querida
Sua buceta eu quero fuder
O pús é delicioso, não vou me conter

Sua decomposição, alegria
Podridão, toda euforia
Vermes comendo sua carcaça
Carne fria, o podre arregaça”


por Jezus.

2 Responses to Poesias Doentias 6

  1. Rotten says:

    Carne Fria o Podre Areegaça!!ihuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu

  2. Kid says:

    Que blog merda.Leiam http://www.hbdia.com

Deixe um comentário

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: